21 jun

No Tamanho dos Sonhos

1_7

 

O conceito da flexibilidade de um novo edifício, em São Paulo, permitiu que o arquiteto Paulo Mencarini projetasse uma ampliação e construísse com sua mulher o apartamento que desejavam. No espaço idealizado, couberam estruturas metálicas, assoalho de madeira de demolição e instalações aparentes, que acompanham o estilo do prédio

Como se tivesse comprado um terreno de 140 m², o arquiteto Paulo Mencarini, 30 anos, projetou nessa área os ambientes perfeitos para morar com sua mulher, Amanda, 30 anos, no primeiro prédio-conceito do Movimento Um, no bairro do Sumaré, em São Paulo, o edifício possibilita a flexibilidade na disposição dos cômodos nos 12 apartamentos, um diferente do outro no tamanho e no formato. “Eu e Amanda escolhemos este por causa do pé-direito duplo e do espaço delimitado em forma de ‘U’ invertido”, diz Mencarini. “Com a estrutura metálica de 26,42 m², nós ampliamos o segundo pavimento, onde criamos um quarto para o filho que queremos ter.”

Na ampliação desse piso com a estrutura metálica, ele aproveitou a escada, mas inverteu a posição da subida para ter o fluxo natural a partir do hall de entrada. “Eu a instalei na passarela que interliga uma suíte à outra que criei na haste oposta do ‘U’, em cima da área onde fiz a cozinha”

à direita, no living, a estrutura metálica que ampliou a àrea do apartamento e não prejudicou o pé direito duplo

à direita, no living, a estrutura metálica que ampliou a área do apartamento e não prejudicou o pé direito duplo.

Além da estrutura metálica e das instalações elétricas e hidráulicas, o arquiteto fez paredes de alvenaria para criar o lavabo junto à porta de entrada no espaço do home theater, o banheiro na suíte do casal e a área de serviço nos fundos da cozinha. Na nova suíte, que fica em área menor, ele colocou uma parede de drywall revestida com pastilhas de vidro do lado da área molhada do banheiro. “Pus no alto uma tela de galinheiro para a ventilação e fiz a bancada da pia na área aberta do quarto”, diz.

A parede é mesmo inclinada e faz parte da fachada do edifício. À direita, inspirado na viagem à Grécia, o arquiteto fez o reboco arredondado no lavabo. O vaso sanitário é suspenso porque a saída do esgoto é na parede.

A parede é mesmo inclinada e faz parte da fachada do edifício. À direita, inspirado na viagem à Grécia, o arquiteto fez o reboco arredondado no lavabo. O vaso sanitário é suspenso porque a saída do esgoto é na parede.

Com exceção das áreas molhadas e das duas varandas, os pisos receberam tábuas de peroba de demolição enceradas, que deram acabamento rústico. Após seis meses de obra, ele e Amanda, que se casaram em maio deste ano, mudaram-se em agosto para o apartamento decorado por eles com móveis e peças de design, muitas compradas na viagem de lua de mel por Paris, Amsterdã, Roma e cidades da Grécia. “Antes de terminar a obra, mandei fazer esse grafite na parede que valoriza o pé-direito duplo”, afirma Mencarini.

A escada metálica, entregue o apartamento, teve a oposição invertida para facilitar o fluxo a partir da entrada e a circulação no living.

A escada metálica, entregue o apartamento, teve a oposição invertida para facilitar o fluxo a partir da entrada e a circulação no living.

A cozinha fica embaixo da estrutura metálica. As instalações elétricas ficaram aparentes para dar um ar de galpão industrial.Além da passarela ligando as suítes, o arquiteto fez o mezanino que dá acesso à varanda superior.

A cozinha fica embaixo da estrutura metálica. As instalações elétricas ficaram aparentes para dar um ar de galpão industrial.Além da passarela ligando as suítes, o arquiteto fez o mezanino que dá acesso à varanda superior.

Fonte

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>