30 jun

Imóveis grandes são coisa do passado?

blog paulo celles

É comum encontrarmos casas e apartamentos mais antigos com tamanhos bastante grandes, isto acontecia pelo fato de não haver antigamente o problema que temos hoje da limitação de espaço para a construção civil. Também colaborava com este fato a ideia de que é necessário bastante espaço para se viver bem e acomodar os móveis que não eram tão compactos como o que temos hoje. Mas será que os imóveis grandes como as casas ou apartamentos de antigamente ainda continuam como tendência ou será que isto é coisa do passado?
A julgar pelos lançamentos imobiliários que vemos recentemente, é possível acreditar que existe uma tendência de imóveis cada vez menores, especialmente no caso de apartamentos que tem ficado bastante compacto nos últimos anos. Os empreendimentos de casas também tem seguido essa mesma linha e visando ocupar bem os poucos espaços bons que existem para construção, as construtoras têm oferecido imóveis relativamente pequenos.Mas os imóveis grandes como casa e apartamentos não são necessariamente coisa do passado, as pessoas ainda continuam fazendo imóveis grandes, porém isto se aplica a pessoas com poder aquisitivo um pouco maior. O problema da redução do tamanho das casas e apartamentos novos é também  uma questão de limitação econômica,  já que o custo da construção civil tem aumentado muito e com isso quanto maior a casa, mais cara ela será, e consequentemente menor será o público que terá condições de comprar. Quando falamos ser uma tendência a redução do tamanho dos imóveis, estamos também afirmando que as pessoas com poder aquisitivo mais baixo estão comprando mais imóveis e consequentemente há uma demanda maior por esse tipo de empreendimento.Plantas-3-Quartos-05Fonte

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>