06 set

Economia colaborativa nos condomínios-clubes

condomínio clube

Economia colaborativa baseia-se na ideia do compartilhamento e do ganho mútuo. Alavancado por ferramentas digitais, que facilitam a conexão de desconhecidos com interesses e necessidades comuns, o conceito se mostra vantajoso para quem oferece e para quem contrata o serviço, pois elimina os intermediários e os custos de uma estrutura formal de comércio.

O New Age Condomínio Clube, no bairro Portão, desenvolve essa ideia desde 2012. Depois da experiência com grupos de e-mails e no facebook, onde proprietários compartilhavam dicas de fornecedores e serviços na época das obras, a página New Age Business foi criada em 2013 apenas para troca de informações de prestadores, serviços e produtos que beneficiem os próprios condôminos.

De um universo de, em média, 1500 moradores, 800 pessoas participam do grupo New Age Business no Facebook, administrado por um grupo de condôminos, oferecendo e procurando os mais variados serviços. “Tem anúncio de vaga de garagem, aulas particulares de línguas, pilates, alimentos, convites para compras coletivas, e muitas outras. É uma ferramenta que facilita o contato entre o condômino que procura um serviço e outro que oferece, ou a outras pessoas que buscam o mesmo serviço e que se juntam para contratar um prestador de fora do condomínio”, explica o síndico, Maicon Guedes.

Uma das principais regras para esse tipo de ação, inclusive para atender ao regimento dos condomínios, é que o morador não pode transformar sua residência em ponto comercial, atendendo clientes de fora do conjunto.

Os preços estipulados para serviços e produtos também seguem um padrão: estarem abaixo do valor de mercado.

Fonte

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>